Siga-me:

DIY

Dia a dia, Lifestyle

Testanto o Capsule Wardrobe pela primeira vez

Capsule Wardrobe

Como vocês podem observar, estou tentando entrar numa vibe mais minimalista e centrada nos objetos que me fazem feliz — sim, estou tentando e sem zoeira. Por isso busquei conhecimento nos livros da Marie Kondo que é quem está me guiando para dentro desse mundo mais simples, já vi o documentário Minimalismo que tem na Netflix — se ainda não viu, veja! — e, agora, estou tentando entrar no mundo do Capsule Wardrobe. Não sabe o que é isso? Pois se liga aqui no post que vou te explicar o passo-a-passo.

Fast fashion X Slow fashion

Um guarda-roupa menor, compras intencionais, menos gastos e mais alegrias.

Com a crise financeira mundial e a mudança louca de “estações” nas grandes empresas de fast fashion (“moda rápida”) que tem novas coleções a cada 15 dias — sim, suas roupas saem de moda mais ou menos a cada 15 dias de acordo com a nova ditadura da moda –, o mundo sentiu que era mnecessário mudar. E essa mudança surgiu com a grande valorização atual das pessoas pelas empresas de slow fashion (“moda lenta”) que prezam mais pela qualidade do corte/material do que pela quantidade de roupas.

Unfancy e o início do Capsule Wardrobe

Capsule Wardrobe - Foto by: Caroline (UNFANCY)

Uma cápsula não se trata de sofrimento — é sobre tentar algo novo e aprender mais sobre você mesma.

O Capsule Wardrobe vem do inglês e — por tradução própria — significa guarda-roupa em cápsula. No ano de 2014, Caroline Rector, criadora do blog Unfancy, decidiu que ela precisava dar um basta no caos que se acumulava na sua vida.

Antes de começar com o Capsule Wardrobe, ela percebeu que ela tinha o péssimo hábito de ir às compras sempre que estava estressada ou com mal humor. O remédio dela era simplesmente comprar — não importava a qualidade, o formato ou o preço. Ela simplesmente utilizava esse momento para liberar toda a raiva e a frustração do seu dia. Então, foi aí que ela percebeu que tudo aquilo estava levando-a para dentro de um ciclo vicioso e quis parar!

Depois de desenvolver o método do Capsule Wardrobe, todas as suas compras viraram conscientes e positivas. Nunca mais ela compensou uma tristeza no cartão de crédito. E foi a partir desse ponto que ela encontrou o seu real estilo de moda. Ela diz que agora ela se veste para a vida que tem, ao invés de ficar se vestindo para uma vida de fantasias.

Combine o seu closet com o seu estilo de vida.

Passo-a-passo para o seu mini-guarda-roupa

Não existe um número exato de peças, mas busque ter menos do que 50 peças.

O Capsule Wardrobe deve conter só partes de baixo, partes de cima, vestidos, algo para se cobrir e sapatos. Você não deve incluir nessa contagem sua roupa de ginástica, jóias, acessórios, bolsas, roupa de banho, pijamas, roupas íntimas e nem aquele jeans que você usa para pintar a sua casa.

Além disso, por ser dividida por estações — a cada três meses — você deverá pensar em guardar peças de estações opostas. Por exemplo, guarde aquele casaco de frio ou aquele suéter que você ama se você está planejando sua estação do verão. O mesmo vale ao contrário. Então guarde essas peças do coração em caixas ou embaixo da cama para quando chegar na estação certa você ter algumas peças já separadas.

Inicialmente, Caroline decidiu limitar o guarda-roupa dela para o número total de 37 peças. Desta quantidade, ela separou as peças da seguinte forma: 9 pares de sapato, 9 partes de baixo e 15 partes de cima, além de 2 vestidos e 2 jaquetas/casacos. Você pode mudar um pouco a sua matemática, mas tente se manter abaixo das 50 peças. Você vai se sentir muito mais leve ao final do processo.

Você deverá usar somente essas 37 peças — ou o número que você escolheu para você — por esses três meses da estação. Não saia para comprar roupas. Aproveite o que o seu guarda-roupa lhe oferece! E quando faltar cerca de 2 semanas para mudar de estação, se prepare e organize o seu Capsule Wardrobe para os meses seguintes.

Como separar suas roupas

Capsule Wardrobe Capsule Wardrobe

Esvazie o seu guarda-roupa. Tire absolutamente TUDO de dentro dele e coloque todos em um lugar aberto como sua cama ou seu sofá. Separe as roupas em quatro pilhas diferentes: (1). AMO e quero usar essa peça agora nesse minuto! (2). Talveeeezzzzzz eu use algum dia, talvez com outra cor ou com um ajuste, quem sabe um dia…. (3.) De jeito nenhum! (4). Peças de estações específicas.

Agora escolha só as roupas que você AMMMAAAA e que espalhem alegria para você. Ainda tem dúvida sobre algumas peças que estão na pilha do “talvez”? Escolha algumas e coloque numa caixa guardada. Se você nem se lembrar mais dessas roupas, é hora de doá-las!

Pronto! Separou as suas 37 roupas? Agora é só guardá-las de forma organizada no seu guarda-roupa!

A relação entre o Capsule Wardrobe e o minimalismo

A ideia principal do minimalismo é viver só com o que é suficiente para você — nem pouco nem muito, apenas o essencial. Ela elimina tudo o que atrapalha a sua vida — não só com coisas materiais, mas com pessoais também — e foca na sua liberdade, na oportunidade de buscar o que você ama e se livrar de uma vida inteira de excessos. Ela tem o objetivo de te dar saúde física e mental, de redescobrir nossas vidas.

Acredito que o Capsule Wardrobe tenha o mesmo foco. A partir do momento em que você não tem mais que se preocupar com o que você vai vestir amanhã — porque não tem naaaadaaa que preste no seu guarda-roupa — ou se preocupar com os débitos no cartão de crédito, você passa a aproveitar a vida ao máximo. Aproveita todos os pequenos momentos de emoção e felicidade.

Minha experiência

Capsule Wardrobe Capsule Wardrobe

Depois de ler os dois livros da Marie Kondo e de estar a caminho de completar os ensinamentos dela, vi que era hora de eu tentar fazer a minha própria cápsula. Com as primeiras “faxinas” consegui separar quase metade do meu guarda-roupa para doação e ainda consegui dinheiro vendendo roupas que quase não foram usadas e de marcas boas para amigas em um bazar aqui em casa. Além de fazer essa limpeza no meu closet, ainda consegui gerar alegrias para pessoas e tive a oportunidade de descobrir roupas que eu tinha esquecido que tinha.

Sim, existe a ideia do “vai que eu precise dessa peça lá no futuro” ou  “vou emagrecer e gosto muito dessa peça”. Mas descobri que você esquece dessas peças e quando você emagrecer você vai querer comprar roupas novas! Se ela faz parte mesmo do seu coração e das suas memórias, guarde. Mas caso o contrário, doe/venda/se livre dela!

Escolhi ter 37 peças como ponto inicial e a minha divisão foi a seguinte: 2 shorts, 2 saias, 3 calças, 20 blusas, 4 vestidos, 1 macaquinho e 5 sapatos/sandálias.

Além disso, como as minhas roupas de trabalhar não tem nada a ver com as minhas escolhas para a minha vida particular, decidi separar mais 10 peças designadas apenas para o trabalho. E ficou assim: 4 calças, 4 camisas e 2 sapatos.

O que eu aprendi com o Capsule Wardrobe?

Capsule Wardrobe Capsule Wardrobe

Eu aprendi que sempre usamos as mesmas roupas por uma determinada época e que muuitttaaasss peças ficam escondidas lá no fundo do guarda-roupa esperando a hora dela chegar. De acordo com uma pesquisa feita nos Estados Unidos, usamos apenas 20% das nossas roupas diariamente.

Aprendi também que blusas que me custaram pouco e que são de baixa qualidade não merecem estar no meu guarda-roupa porque em poucas lavagens a roupa já estará estragada — a não ser que você realmente tenha o objetivo daquela camiseta podrinha só durar 3 meses mesmo.

Aprendi também que acessórios têm o poder de mudar completamente um look. Além disso, pude ver que espaço no guarda-roupa não é um luxo e, sim, uma alegria — tudo fica com cara de limpo e de novinho. Ou seja, adaptando ao número de roupas que você percebe como ideal, tudo fica lindo e maravilhoso! Aproveite essa oportunidade!

O que você acha desse método? Gostaria de adotar isso para a sua vida? Vamos lá, eu te ajudo!

Compartilhe
Post Anterior Próximo Post

Você também vai gostar