Siga-me:

DIY

Apê 802, Dia a dia, Dicas, Lifestyle

Como organizar o itens de valor afetivo | Método Marie Kondo

Marie Kondo - A mágica da arrumação - Valor sentimental

Finalmente chegamos ao último passo do processo de organização da Marie Kondo. Passamos pelo guarda-roupa, pelos livros, seguimos para a papelada, passamos pelo o komono/itens variados e hoje seguimos para a nossa meta final de organizar os itens de valor afetivo. Fique de olho aqui para acompanhar o passo-a-passo dessa separação de objetos emotivos.

Tenho certeza absoluta que esta será a meta mais difícil de limpeza e organização que já passei. Já consegui me livrar de muitos pesos na vida, até dos cabelos me livrei agora no meio do ano, mas objetos de valor sentimental são coisas que guardo com toda a minha emoção.

SOCORRO!

Marie Kondo - A mágica da arrumação - Valor sentimental

Sou daquelas que guarda o papel do cinema porque era o meu aniversário ou a cartinha de uma amiga que estava morgada em uma aula 15 anos atrás. E, agora? O que fazer com essas coisas?

A impressão que me dá é que os momentos irão embora junto com esses pequenos objetos, mesmo sabendo que não é verdade! Minha natureza é acumuladora e é isso que estou tentando mudar com todo esse processo.

Vamos lá mudar a nossa mente?

Agora é a hora!

Marie Kondo - A mágica da arrumação - Valor sentimental

Os itens de valor sentimental são deixados por último exatamente por ser a parte mais difícil de ser descartada.

Uma lembrança nos faz recordar uma época em que determinado objeto nos trouxe alegria. — Marie Kondo

Uma das coisas que ela mais comenta em seu livro “A mágica da arrumação” é que as memórias não irão embora junto com os objetos. Além disso, vivemos no presente e não podemos ficar voltando ao passado por mais que coisas maravilhosas tenham acontecido em um determinado período da sua vida.

E, se você já se mudou da casa dos seus pais, não deixe que a casa deles vire um museu de suas memórias com inúmeras caixas guardadas e com objetos sem importância. Vá lá e faça a sua parte liberando os seus pais da sua bagunça!

“Arrumar os itens de valor sentimental significa colocar o passado em ordem”

Ao manusear cada item de valor sentimental e decidir o que descartar, você processa o seu passado. Colocar as coisas em ordem significa zerar tudo para poder seguir em frente. — Marie Kondo

Como vocês já sabem, no método KonMari é importante você pegar cada objeto na mão e se perguntar: “Isso me traz alegria?”. Se a resposta for positiva, selecione um lugar para que esse objeto possa habitar na sua casa. Caso a resposta seja negativa, doe ou jogue fora esse objeto. Afinal de contas, só queremos coisas que sejam positivas em nossas vidas.

Por isso, iniciaremos com uma ordem que ela propôs para a nossa organização.

Organizando os objetos

Lembranças da escola

Marie Kondo - A mágica da arrumação - Valor sentimental

Você guarda cadernetas, diplomas, cadernos, atividades e até uniforme do tempo da escola? Então estamos juntas nesse ponto. Mas, ao mesmo tempo, entendo a lógica de jogar fora. O que você quer guardar ali? Qual o momento mais importante e impactante para você na escola? A camiseta assinada? Então guarde-a, mas não precisa manter os boletins escolares.

Lembranças de amores antigos

A única excessão para a regra de jogar tudo fora são os objetos que fazem parte do seu dia-a-dia, mas que não lembram mais aquele caso amoroso que você teve. Todo o resto é lixo! Passou é passado, tchau!

Gravações com valor sentimental

Vídeos de viagens, de um programa antigo que você gostava ou um filme que você era viciada. Tirando os vídeos da vida pessoal e de viagem, não me importo em jogar o resto fora. Afinal de contas, temos tudo disponível online na ponta dos nossos dedos. Mas aquele aniversário de 3 anos da sua prima em que a família toda está dançando lambada, essa lembrança eu não teria pena nenhuma em guardar e ficar revendo de vez em quando.

Recordações dos filhos

Escolha um número X de projetos que você quer guardar e, se ainda ficar com muita pena de jogá-los fora, tire uma foto com o seu celular e guarde-os na nuvem. Aproveite para definir um espaço específico da casa para expôr esses trabalhos que você tanto ama, assim você poderá olhar para eles todos os dias.

Registros da vida

Marie Kondo - A mágica da arrumação - Valor sentimental

Guardar recordações como tickets de viagens, agendas pessoais e diários, guarde apenas os que lhe remetem a um ano feliz.

Cartas

Leia cada cartinha que você recebeu e guarde apenas aquelas que ainda te emocionam. Para a outras, agradeça pelas palavras e pela missão que lhe foi atribuída e deixe-a ir.

Fotografias

Marie Kondo - A mágica da arrumação - Valor sentimental

Celebre quem você é hoje. — Marie Kondo

Para fazer a seleção das fotografias, você terá que tirar TODAS dos álbuns, das gavetas e de dentro dos livros para olhá-las uma a uma.

Retratos existem para registrar uma época ou um evento específico, por isso devem ser olhados com cuidado. — Marie Kondo

Ela diz que fotografias de paisagens que você não lembra mais de onde são devem ser jogadas fora. E que, de uma viagem com milhões de fotos, guarde só aquelas 5 que melhor representam a alegria da sua viagem.

Vou ser SUPER sincera já começando com esse ponto: sou fotógrafa e estar rodeada de fotografias faz parte da minha vida e da minha profissão. Sei que posso até tentar me livrar de algumas fotos impressas, mas com certeza não moverei uma palha ao pensar em jogar meus lindos álbuns fotográficos fora. Aqui ninguém mexe! Kkkkkkk!

Considerações finais sobre o método de organização KonMari

Amei os dois livros dela que li e entendo totalmente a lógica por trás de todas essas dicas e conselhos que ela dá. Isso me fez ver o mundo de uma nova forma — ou, pelo menos, ainda estou tentando mudar. Mas foi por ela que descobri o Minimalismo e toda essa onda de viver com menos e mais feliz.

Mas, ao mesmo tempo, não sou fã dos extremos. Acredito que uma boa dose de bom senso deve ser aplicada a qualquer coisa que você escolha fazer na sua vida.

Portanto, não tenho a pretenção de me tornar uma mulher “sem sombra” — sem objetos, sem rastro, sem lembranças. Guardarei na minha vida tudo o que me faz feliz e uma coisas que são necessárias sem precisar ficar pensando se tudo o que tenho caberá em uma caixa de sapato.

Sei bem que não precisamos de muitas coisas — objetos — na vida para ser feliz. Mas também não acredito que um vazio pleno vá fazer esse papel também. Jogar tudo fora não será a solução final, ao meu ver. Mas acredito na frase que ela sempre comenta nos livros: guarde o que te faz feliz. E, para mim, é isso o que importa.

 

Espero que tenham gostado dessa série sobre a técnica de organização da Marie Kondo e me contem aqui se fizeram também e o que acharam desse método. Se tiverem alguma pergunta, deixa aqui nos comentários também, ok?

E vamos lá, deixar a nossa vida um pouco mais limpa e mais feliz!

Compartilhe
Post Anterior Próximo Post

Você também vai gostar